Perguntas Frequentes Associe-se

Crea-ES apoia incorporação de Designers de Interiores ao Conselho


O apoio foi manifestado pelo presidente do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Espírito Santo (Crea-ES), Eng. Jorge Silva, durante uma reunião virtual com a presidente da Associação Brasileira de Designers de Interiores (ABD), Silvana Carminati, na tarde dessa quarta-feira (9/6). Também participaram o Diretor Financeiro do Crea-ES, Geraldo Rossoni Sisquini, e o assessor parlamentar do Confea, Walter Bittar.

Além de exteriorizar o apoio, o objetivo do encontro foi discutir a melhor forma e os trâmites legais para incorporação do registro desses profissionais no Crea-ES. Regulamentada pela Lei 13.369 de 2016, a profissão de Designer de Interiores no Brasil apresenta três diferentes níveis de formação profissional e a associação busca um posicionamento favorável à inserção dos tecnológicos designers ao Sistema. Essa realidade já é possível no Crea-SP, onde os profissionais de Design de Interiores podem realizar o registro como Tecnólogo em Edificações, título mais próximo existente na tabela do Confea.

Em uma carta aberta publicada no site oficial da ABD, a instituição expressa: “Entendemos que a atual legislação do Confea/Crea permite, com certa presteza, a inserção dos tecnólogos em design de interiores na Tabela de Títulos Profissionais do Sistema Confea/Crea.”. O documento também expressa o anseio da instituição quanto à atualização das leis que permitam a também alocação dos bacharéis.

Sisquini, diretor financeiro do Crea-ES, evidenciou que a vinda desses profissionais para o Sistema não representa problemas com sombreamento profissional, mas sim uma soma. “Eles virão para o Crea para serem parceiros dos engenheiros. Atualmente, a tendência do mercado é a multidisciplinaridade.”, completou Jorge Silva.

Silvana, presidente da ABD, classificou a data como histórica e pontuou que serão incontáveis os benefícios. “A partir desse momento ganhamos força para atuarmos livremente, tendo a certeza que a fiscalização irá combater o exercício ilegal da profissão. Isso gera segurança para o profissional e para sociedade.”, completou.

Créditos: https://www.creaes.org.br/creaes/

Leia também
Patrocínio Nacional
ACESSO RESTRITO